Como a prática de exercícios físicos pode melhorar seu sono? Veja como eles ajudam combater a insônia

No Brasil, cerca de 36,5% da população sofre com insônia. E pelo menos um terço da população mundial deita, vira de um lado para o outro, e nada de dormir.

Se você costuma contar carneirinhos ou já fez de tudo para adormecer com mais facilidade, mas não conseguiu, saiba que as atividades físicas podem ser a solução.

Os dados acima são do Instituto do Sono, e revelam uma realidade diária das pessoas afetadas por um distúrbio que prejudica o rendimento no trabalho, estudos, as relações sociais e a saúde.

Afinal, que não dorme bem à noite, além do mau-humor, “ganha” uma imunidade mais baixa. O que favorece o surgimento constante de doenças como gripes e infecções oportunistas.

A memória e a capacidade de concentração também são comprometidas, ou seja, o impacto da insônia na qualidade de vida costuma ser significativo.

No post sobre como dormir bem já falamos um pouco sobre importância dos exercícios. Abaixo você vai entender um pouco mais sobre a importância deles para ter uma boa noite de sono.

exercicios-ajudam-dormir

Porém, muitos estão revertendo tudo isso com a prática constante de exercícios. Quer saber como eles melhoram o seu sono? Confira:

  • Do ponto de vista fisiológico, as atividades físicas em geral induzem ao aumento no percentual de sono REM, a fase na qual sonhamos, responsável pela restauração da parte cognitiva, e da mais profunda do sono NREM, que renova nosso corpo, recuperando-o do cansaço físico.

Mas, para influenciar a hora de dormir e contribuir para saúde física e mental, a prática deve ser constante, no mínimo três vezes por semana.

  • Outra vantagem de exercitar-se frequentemente é a redução do número de despertares durante a noite.
  • A latência de sono, isto é, o tempo que uma pessoa demora para dormir (que deve ser inferior a 30 minutos) também é beneficiada quando mantemos o hábito de treinar.

Basta lembrar que na infância de muitos que acompanham este artigo ou, quem sabe, de algum amigo ou parente, brincadeiras de correr, por exemplo, costumavam contribuir para, ao final do dia, dormir como um anjo.

Graças a uma boa carga de exercícios que faz parte das peripécias infantis. E com os adultos não é diferente ou, pelo menos, não deveria ser…

  • A corrida é um exemplo bastante eficiente no combate à insônia, mas acelerar muito perto da hora de dormir pode não trazer o mesmo resultado. Em alguns casos, isto vale para outras modalidades também.

A insônia é um problema de saúde e, assim como os demais, deve ser tratada. E cada pessoa precisa de um tipo de tratamento, pois não há uma fórmula só para todos os indivíduos. Existem pessoas que necessitam de indutores do sono, ansiolíticos ou antidepressivos.

No entanto, hoje em dia, em vez de remédios, muitos médicos estão receitando exercícios aos seus pacientes com dificuldade de dormir. É que fazer atividade física libera endorfina, promove o bem-estar fundamental para uma boa noite de sono.

Ainda não existe um consenso sobre qual o melhor tipo de treinamento, o tempo ideal ou a intensidade perfeita para facilitar a vida de quem “frita na cama” toda noite.

pessoas-praticando-yoga-para-dormir

Mas evidências não deixam dúvidas de que a regularidade do exercício físico certamente pode facilitar a indução ao sono, aumentar seu período e auxiliar na manutenção dele.

É importante destacar, ainda, que treinar mais do que o corpo suporta é capaz de atrapalhar o sono, em vez de ajudar. Principalmente quando a malhação acontece muito tarde. Claro que cada caso é um caso…

Com a atividade física regular, acontece a restauração física, ou seja, a pessoa ganha mais disposição, fica menos sonolenta durante o dia e realiza melhor suas atividades. E tem melhorias nas funções ligadas ao aprendizado, atenção e humor.

Por isso, se você deixou a academia ou nunca fez qualquer exercício, mas quer mudar a qualidade do seu sono – e da sua vida-, que tal dar um novo rumo aos seus hábitos? Experimente!

Boa sorte, e até breve!